O RETORNO DOS NEPHILIM: OLHA SÓ QUE VAMOS PRODUZIR EM BREVE!

O post de hoje começou quando adentrei em um dos sites de tecnologia que costumo visitar com o título: “Cientistas fazem os menores transistores do mundo usando nanotubos de carbono” seguido da ilustração abaixo:

04_transitorcarbono_chamada

Essa nova técnica possibilitou uma redução expressiva da área total de todos os elementos do transistor, chegando a apenas 40 nanômetros, consideravelmente menor que os 90 a 100 nanômetros ocupados por todos os elementos em um transistor tradicional de silício, atualmente. De acordo com os resultados apresentados da pesquisa, além da área menor, a nova técnica também resultou em transistores mais eficientes e mais rápidos que os que equipam o aparelho que você está usando para ler essa notícia, nesse momento.

Com a “desculpa” de que os chips de silício chegaram no seu limite de diminuição de tamanho, os nanotubos de carbono parecem ser a “solução para os seus problemas”…só  que não?

Pois é, caros leitores, relembrar é viver e venho, mais uma vez alertá-los para o que já foi postado aqui neste site no ano de 2014 e até entendo que muitos poderiam ter visto aquele post como algo meio nonsense, mas conectem os pontos e entenderão onde quero chegar.

untitledPor favor, antes de continuarem lendo este texto de hoje, recomendo a leitura extremamente necessária para o entendimento sobrenatural desses tais nanotubos de carbono logo abaixo. O post disserta sobre a remoção de um implante “alienígena” numa vítima de “abdução” feita pelo Dr. Leir, leiam aqui o que aconteceu nesse dia:

https://efesios612.com/2014/01/07/521/

L. A. Marzulli já vem pesquisando sobre esses fenômenos há mais de uma década e o fenômeno de abdução alienígena resumidamente nada mais é do que uma repaginada do que se conhece como possessão demoníaca. Se acham isso estranho, leiam as obras de Jacques Vallée, principalmente o livro Messengers of Deception: UFO Contacts and Cults (Mensageiros da Mentira: Contatos OVNI e Cultos). Lembrado que o Dr. Vallée não fez uma pesquisa pendendo para o cristianismo, chegou a essas conclusões através da análise dos casos pesquisados apenas.

Uma vez entendido o cenário sobrenatural exposto no post sobre a remoção do implante feita pelo Dr. Leir, vamos dar uma olhada no que L. A. Marzulli escreveu ainda mais longe em 19 de Novembro de 2013 em seu site. A reportagem em inglês na íntegra pode ser lida aqui, mas especificamente vamos ver o que ele tem a dizer sobre a natureza desses implantes:

O Dr. Roger Leir é um especialista no fenômeno de abdução, assim como também na área de implantes alienígenas. Ele já removeu cirurgicamente 17 desses implantes ao longo dos anos e também conhece os detalhes de muitas experiencias de pessoas que sofreram abdução.

Como já assistimos na série Watchers, muitos dos implantes que foram removidos cirurgicamente, possuem nanotubos de carbono dentro deles. Antes de removê-los, a maioria dos implantes parecia ter características similares. Eles frequentemente emitiam um sinal de rádio numa frequência muito alta, a maioria das vezes acima de 300GHz. Eles também tinham uma tendência em emitir uma assinatura magnética que pode ser lida por aparelhos leitores portáteis. Num caso recente que estive filmando, o Dr. Leir viu a leitura do medidor Gauss da minha câmera, uma Canon 60D DSLR. Ele registrou aproximadamente 9 mili-Gauss. Tínhamos um paciente conosco que tinha um implante comprovado por uma tomografia computadorizada e cinco raio-x, de forma que sabíamos exatamente onde estava localizado em sua perna. Também sabíamos que o implante tinha 6mm de comprimento, a grossura da ponta de um lápis, e localizado perto do osso. Quando o Dr. Leir checou se ele emitia um campo magnético, o aparelho registrou perto de 7 mili-Gauss, só dois mili-Gauss menos que minha câmera que tinha uma bateria de íon lítio dentro dela. Quando o aparelho medidor do Dr. Leir se afastou do implante, a leitura caiu dramaticamente, provando que não era um defeito, mas que o implante estava gerando um campo magnético. Testes posteriores no mesmo implante provaram que o mesmo também estava gerando um sinal de rádio de aproximadamente 333Ghz.

O produto de uma então chamada “visita” pode manifestar em si mesmo um campo magnético onde normalmente não existiria…

Outra coisa interessante aconteceu durante uma abdução com a qual estou familiarizado. O homem que foi abduzido estava dormindo perto de sua esposa. Ele foi levado e sua esposa foi deixada. Mais tarde, o material do colchão foi testado e encontrado magnetizado do lado da cama onde ele estava, mas no lado em que esposa dormir estava normal. E o colchão não é magnético.

Como já assisti à série Watchers produzida por L.A., são mostradas a análises feitas desses implantes retirados, e estes são levados até microscópios eletrônicos e são submetidos a análises químicas para ver do que são formados e pasme, a estrutura é exatamente a mesma mostrada na ilustração que coloquei no início do post de hoje, um nanotubo de carbono. O grande detalhe é que vemos este nanotubo de carbono retirado da vítima rodeado por vasos sanguíneos e inervação do mesmo como se realmente fizesse parte do corpo dele.

A alta frequência com que o nanotubo funciona, 333Ghz, é quase 100 vezes mais rápida do que o chip mais rápido de silício da atualidade. E qual o objetivo disso? Segundo o Dr. Leir e L.A. Marzulli, realizar uma modificação no DNA do hospedeiro. Essa modificação poderia ter dois objetivos principais: 1) Transformar o hospedeiro num Nephilim, ou 2) Preparar este hospedeiro para que seu corpo possa ser possuído pelo espírito de um Nephilim (que conhecemos como demônios) de forma permanente. Dessa forma o pontapé inicial do retorno dos Nephilim já foi dado pela ciência.

No vídeo acima vocês podem ver a preparação para a retirada do implante que, sobrenaturalmente desaparece ou é camuflado por forças invisíveis, mas que depois de LA Marzulli repreender as forças que faziam aquilo em nome de Jesus, dois minutos depois o implante reaparece na perna do paciente para ser retirado!

Acho que podemos ter certeza de onde veio a “inspiração e conhecimento” desses cientistas da IBM para chegarem a essa estrutura de nanotubos de carbono. Vigiemos irmãos, pois muitas coisas estão acontecendo de maneira muito rápida e trarão uma sedução tecnológica que será abraçada por muitos desavisados que ainda insistem em estar cegos para o que aconteceu em Gênesis 6 e que era do entendimento pleno dos judeus do período do Segundo Templo, pois eles também haviam lido 1 Enoque e, só para lembra-los, foram judeus dessa época que se tornaram apóstolos de Jesus e escreveram o Novo Testamento, mas esse é um outro post…

Anúncios