ANTICRISTO E FALSO PROFETA JUNTOS CONTRA ISRAEL?

NA: Desculpem a ousadia do título. Não resisti.

SERÁ QUE FINALMENTE PETRUS ROMANUS TERÁ UM PAPEL DEFINITIVO EM JUNTAR TODAS AS NAÇÕES CONTRA ISRAEL? ERDOGAN DA TURQUIA SE ENCONTRARÁ COM O PAPA PARA CONVERSAREM SOBRE JERUSALÉM COM PRIORIDADE MÁXIMA

“O Papa e eu estamos de acordo sobre Jerusalém”, disse o presidente turco ao clamar para que o mundo todo ‘reconheça o Estado da Palestina’.

O presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan, que já expressou publicamente várias vezes seu ódio ao presidente dos EUA Donald Trump e sua declaração no dia 6 de dezembro onde ele reconheceu Jerusalém como a capital de Israel, aumentou sua retórica o recente movimento em Washington numa entrevista que saiu domingo no jornal italiano La Stampa.

Falando sobre sua futura visita à Itália e ao Vaticano, onde ele tem uma visita agendada com o Papa Francisco, o presidente turco deixou bem claro que a prioridade de sua agenda é o problema da cidade em contexto. “Minha prioridade máxima é Jerusalém”, disse ele.

“O Papa e eu estamos de acordo sobre Jerusalém, ninguém pode dar passos unilaterais sobre uma cidade que é querida por bilhões de pessoas”, disse Erdogan. “Precisamos tomar ações conjuntas para preservarmos o status quo”, continuou ele.

Quando perguntado por que ele tinha tanta pressa em discutir sobre o estado de Jerusalém com o papa, Erdogan reiterou sua mensagem: “Nenhuma nação no mundo tem o direito de dar passos unilaterais sobre uma cidade querida por bilhões de pessoas, ignorando as leis internacionais”.

“É por isso que a Assembleia Geral da ONU votou por condenar a declaração que Trump fez em dezembro”, disse ele. “Só uns poucos países dão suporte aos EUA e Israel, e ficaria feliz em ver a Itália votando contra a decisão dos EUA também”, disse ele.

Erdogan exigiu que o Papa Francisco toma uma ação imediata em relação ao que o presidente americano declarou em dezembro. “Seguir o reconhecimento de Trump de que Jerusalém é a capital de Israel, é violar leis internacionais, disse ele imediatamente ao Papa. Depois dessa sua ligação telefônica, o Papa Francisco sutilmente enviará a mensagem certa sobre Jerusalém para todos os seus seguidores cristãos ao redor do mundo, e agradecerei a ele por isso.”

“O status de Jerusalém é um problema central tanto para muçulmanos quanto para cristãos, tanto o Papa quanto eu temos o comprometimento de mantermos o status quo”, enfatizou Erdogan.

Quando perguntado sobre que tipos de passos ele se vê dando junto ao papa para preservar o status quo da cidade, Erdogan compartilhou sua visão a longo prazo para Jerusalém: “Deveríamos ter que tomar medidas para preservar o status quo, garantir que os lugares santos em Jerusalém permaneçam abertos às três religiões, e proteger os direitos dos palestinos. É importante que o Papa mantenha seus conselhos dessa forma”, continuou ele.

O presidente turco destacou seu apoio ao povo palestino, dizendo em sua entrevista que ele dá total apoio à questão do Estado Palestino”. Todos os países ao redor do mundo deveriam reconhecer o Estado Palestino”, disse ele. “Conclamo a Itália para fazer o mesmo”, disse ele.

Perguntado sobre qual solução ele tem para o conflito Israel-Palestina, Erdogan deixou bem claro: “A única solução é a solução de dois-estados”.

O presidente turco rapidamente retrucou o movimento de Trump sobre Jerusalém, assim como a conduta de Israel para com a cidade e região como um todo. Rapidamente depois que Trump fez sua declaração em dezembro, Erdogan o intitulou de “parceiro sanguinário” e prometeu continuar seus esforços diplomáticos para reverter e “anular” a declaração americana.

As forças israelenses são “terroristas”, disse ele na época. “Não deixaremos Jerusalém à mercê de um país que assassina crianças”, bramiu Erdogan. Israel, acusou ele, não possui outros valores senão os de “ocupar e saquear”.

Erdogan esteve dentre os primeiros líderes mundiais a reagir contra a declaração de Trump, mas enquanto ele planeja liderar uma ação contra Israel e a favor dos Palestinos, Israel respondeu que suas acusações são insignificantes e incitantes, com o Primeiro Ministro Benjamin Netanyahu acusando Erdogan de ter “atacado Israel”.

Netanyahu atingiu Erdogan duas vezes, dizendo em reposta às suas alegações: “Não estou aqui para receber lições sobre moralidade de um líder que bombardeia vilarejos Kurdos dentro da próprio Turquia”.

NA: Pois é meus caros. Será essa a reunião do Anticristo (seguindo sua origem muçulmana) representado por Erdogan, junto ao Falso Profeta, representado pelo Papa Francisco? Não me atirem pedras, pois não tenho a menor pretensão em manter o que disse acima como verdade absoluta. Mas uma coisa é certa: esse caldeirão vai esquentar muito, quiçá explodir antes mesmo do que imaginamos. O Papa agora vai ter que tomar sua posição e revelar quem ele realmente segue (apesar de já ter certeza de que coisa boa não é) e até onde os Católicos terão estômago para acreditar em mais uma heresia que esse velhinho de cara simpática irá vomitar para o gado que segue rio abaixo sem ter a menor ideia do que está acontecendo no mundo hoje.

Para você que já acordou e saiu da Matrix, assim como eu, é esperar para ver Apocalipse se cumprindo a passos largos e encher o coração de regozijo pois, apesar das provações que vem por aí, sabemos que agora é a hora de olharmos para cima, pois a Salvação está próxima, como está em Lucas 21.

Enquanto isso a mídia brasileira cobre o Carnaval pelo país, o Campeonato Brasileiro, a Copa do Mundo na Rússia, segue propagando a agenda satânica esquerdista hipnotizando e alegrando aqueles que não estão escritos no Livro da Vida.

Ainda há tempo, mas está acabando…Yehoshua está chegando no cavalo branco.

Anúncios