POR QUE YESHUA AMALDIÇOOU A FIGUEIRA? ISRAEL 1948?

Essa análise foi feita por Rob Skiba no dia 28 de Março de 2016, mas achei ela muito pertinente principalmente para os dias de hoje. Posto ela hoje para que possamos sempre estar pensando “fora da caixa” quando o assunto é escatologia, e assim o faço justamente para que nunca percamos a nossa fé, ou  que a mesma seja diminuída caso as coisas do nosso tempo não aconteçam do jeito que achamos que vai acontecer, mesmo quando muitas peças à nossa volta possam parecer estar se encaixando para um Terceiro Templo ou aparecimento do messias judeu como os próprios judeus tem anunciado. Segue abaixo a tradução. O texto original está aqui.

Essa é uma das histórias nas quais tenho pensado por muito tempo. Ela nunca fez muito sentido para mim…

O ensinamento da Figueira

(Marcos 13:28-31; Lucas 21:29:33)

E disse-lhes uma parábola: Olhai para a figueira, e para todas as árvores;
Quando já têm rebentado, vós sabeis por vós mesmos, vendo-as, que perto está já o verão.
Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto.
Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo aconteça.
Lucas 21:29-32

Muitos no Dispensacionalismo, no campo do arrebatamento pré-tribulacional irão se referir à Israel de 1948 como o “nascimento da figueira” da parábola de Yeshua no Sermão do Monte das Oliveiras. Não consigo contar quantas vezes já ouvi falarem disso. Ok. Bem, consideremos cuidadosamente a analogia da figueira.

Yeshua está dizendo que quando você vê certos sinais nessa forma em particular de planta, sabe-se que o verão está chegando. Depois de fazer essa analogia de forma de todos entendessem facilmente, Ele então diz que assim também, quando as pessoas virem os sinais mencionados acima, o fim estaria próximo. Na verdade, aqueles que virem todas essas coisas acontecendo, será a geração que não passará antes que o fim venha.

ATENÇÃO: Ele não fala ABSOLUTAMENTE NADA sobre “Israel se tornando uma nação” em nenhum lugar do texto acima! Quem diz isso são os pastores (e muitos como eles) falando sobre isso, e não Yeshua! Então, todo mundo que tenta aplicar a esse texto uma espécie de contagem regressiva que tenha começado em 1948 está aplicando uma séria exégese (inserindo suas próprias ideias) dentro do texto. 1948 e o reestabelecimento da nação chamada “Israel” nada tem a ver com qualquer afirmação feita por Yeshua no Sermão das Oliveiras. Não acredita em mim? Sem problemas. Por favor voltem lá e releiam os versículos de 1 a 34 e vejam se conseguem qualquer menção da Israel se tornando uma nação novamente sendo descrita ali. Você não vai encontrar, mas esperarei caso tente mesmo assim.

Bem-vindo de volta. Ok… Desculpe-me por desapontá-lo. Eu sei, eu sei. Mexer com pensamentos tradicionais (e lucrativos) pode ser doloroso as vezes. Mas o texto diz o que ele diz e não deveríamos adicionar nada ao que ele tem a dizer. No início de Mateus 24, os discípulos perguntam especificamente ao Filho de Deus quais seriam os sinais de Sua vinda, e assim sendo, temos que tomar nota de duas importantíssimas omissões:

  • Não há menção de milhões de pessoas voando para o céu antes dos dias da tribulação e
  • Não há menção sobre a necessidade de Israel se reestabelecer como uma nação.

Ops! Bem, digamos apenas que exista uma boa razão para que numerosas “profecias” modernas sobre o Arrebatamento e o Seu retorno já tem falhado de tempos em tempos, e continuarão a falhar enquanto elas se basearem em premissas falsas como essas.

Algo também talvez deva ser levado em consideração é quando Yeshua estava falando sobre Israel como a figueira em Mateus 24:32. Proponentes dessa visão citarão passagens como Jeremias 24 para justificarem essa metáfora. Para mim ela contradiz Paulo, o qual se refere a Israel como a “Oliveira cultivada” em Romanos 11, mas continuemos mesmo assim. Se Israel é alegadamente a “Figueira” que Yeshua falou na parábola em Mateus 24: 32-34, e Ele está dizendo que iremos aprender o significado dessa parábola, então o único precedente que temos associando Yeshua com a figueira foi quando Ele a amaldiçoou quando do Seu RETORNO em Jerusalém três capítulos atrás em…

Mateus 21:

E, de manhã, VOLTANDO para a cidade, teve fome; E, avistando uma figueira perto do caminho, dirigiu-se a ela, e não achou nela senão folhas. E disse-lhe: Nunca mais nasça fruto de ti! E a figueira secou imediatamente. E os discípulos, vendo isto, maravilharam-se, dizendo: Como secou imediatamente a figueira? Mateus 21:18-20

Na narrativa de Marcos sobre essa história, a maldição da figueira aconteceu logo depois Dele ter entrado na cidade com o jumento, sendo saudado como Rei e antes Dele ter expulsado os cambistas do Templo.

E Jesus entrou em Jerusalém, no templo, e, tendo visto tudo em redor, como fosse já tarde, saiu para Betânia com os doze. E, no dia seguinte, quando saíram de Betânia, teve fome. E, vendo de longe uma figueira que tinha folhas, foi ver se nela acharia alguma coisa; e, chegando a ela, não achou senão folhas, porque não era tempo de figos. E Jesus, falando, disse à figueira: Nunca mais coma alguém fruto de ti. E os seus discípulos ouviram isto. E vieram a Jerusalém; e Jesus, entrando no templo, começou a expulsar os que vendiam e compravam no templo; e derrubou as mesas dos cambiadores e as cadeiras dos que vendiam pombas. E não consentia que alguém levasse algum vaso pelo templo. E os ensinava, dizendo: Não está escrito: A minha casa será chamada, por todas as nações, casa de oração? Mas vós a tendes feito covil de ladrões. Marcos 11:11-17

A Figueira em Mateus 21 e Marcos 11 foi amaldiçoada porque ela pretendia ser algo que ela não é. Ela parecia estar pronta para dar alimento, mas foi tudo um show. Ela estava “à frente do seu tempo”.

Primeiro isso me incomodou. Como Yeshua poderia amaldiçoar algo que Ele fez para produzir frutos só porque ela não estava num tempo específico? As Escrituras dizem que Yeshua estava com fome. Ele viu uma figueira frondosa, mas ali não havia fruto porque “o tempo dos figos ainda não havia chegado”. Não é algo que de deixe maluco não ver neve no verão? Então fui dar uma olhada na época de colheita dos figos, e vejam o que achei:

Na verdade, a maioria das variedades de figo possuem duas colheitas distintas. A primeira colheita que acontece em junho é chamada de cultura de breba. Os frutos dessa colheita tendem a ser menos doces e mais ácidos do que a colheita principal mais saborosa, a qual é maior e dura mais tempo… A colheita do figo atinge seu pico em setembro, mas alguns figos podem estar presentes até mais tarde em novembro. Fonte.

O site acima diz que os figos estão para ser colhidos em: junho, julho, setembro e outubro (ou até mesmo em novembro). Se isso for verdade, Yeshua estava falando aquela parábola num período por volta de abril, pois esse era o primeiro mês do ano hebreu, o mês da Páscoa, no início da Primavera. Ah… agora a coisa faz mais sentido. Ele estava com fome. Ele viu uma figueira mostrando sinais de dar fruto muitos meses antes da primeira colheita, e numa época muito anterior à sua principal colheita. Resumindo, foi uma falsificação que não foi capaz de satisfazer nosso Salvador. Não era bom, então foi amaldiçoado.

Então, estivesse Ele NÃO se referindo a Israel se tornando um estado novamente em Mateus 24 (como acredito ser o caso) ou estivesse Ele (como muitos outros acreditam) se referindo como tal, não consigo ver como alguém pode ver essa analogia como uma coisa boa e algo com a qual devesse estar empolgado em referência ao Fim dos Duas. Da minha leitura das Escrituras, vejo 2/3 daquele lugar ser destruído e 1/3 “passando pelo fogo” (Zacarias 13:8,9) e Yeshua dizendo àqueles que vivem na Judéia que saiam dali nos Últimos Dias (Mateus 24:16). Para lerem mais sobre o assunto, vejam as notas e os vídeos que postei aqui.

Chegou a hora de repensarmos tudo o que nos foi ensinado nos últimos 70 anos sobre a então chamada “nação de Israel” e o que ela significa em termos de profecia do Fim dos Tempos. Por que? Porque muitos pensam e ensinam que “Israel foi juntada novamente como uma nação, e assim sendo, cumprindo Isaías 66:8”. Mas isso realmente cumpriu essa passagem?

Quem jamais ouviu tal coisa? Quem viu coisas semelhantes? Poder-se-ia fazer nascer uma terra num só dia? Nasceria uma nação de uma só vez? Mas Sião esteve de parto e já deu à luz seus filhos. Isaías 66:8

Eles dirão: “Pode uma nação nascer num só dia? Sim! Em 14 de maio de 1948”. Bem, temos muitos problemas com isso. Primeiro que o plano para que isso acontecesse foi colocado em ação MUITO antes de 14 de maior de 1948, então é muito difícil considerarmos que isso tenha acontecido num só dia. Na verdade, alguns dirão que isso vem desde lá atrás no início do Século XIX e num documento escrito que delineia três Guerras Mundiais, duas das quais já seguiram seu script perfeitamente e uma terceira em montagem enquanto escrevo aqui.

https://youtu.be/m581aW5AH4M

Se você atribui esse documento a Albert Pike ou não, isso é irrelevante. A verdade é que o documento existiu antes dos eventos terem acontecido, e os eventos seguiram os seus scripts à risca. O problema é que eles não seguem as Escrituras.

Por várias vezes através de profetas (especificamente o livro de Oséias), vemos YHWH dizendo que ELE irá reunir toda a casa de Israel (todas as 12 tribos como Judá e Efraim) Ele mesmo. Alguns dizem: “Sim. Mas Ele o fez usando esses (Luciferianos) Rothschilds, Zionistas e Maçons em 1948.” Bem, o problema é que o profeta Amós disse:

Certamente o Senhor DEUS não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas.
Amós 3:7

Então, se Ele quisesse nos dizer que Ele faria alguma coisa usando os Rothschilds, Zionistas e Maçons Luciferianos e a ímpia ONU para cumprir a Sua vontade concernente à reunião da Israel como uma nação mais uma vez, Ele deveria ter feito alguma menção disso aos Seus profetas, assim como Ele fez quando declarou o que faria através de um pagão como Ciro. Ele não fez. Esse é apenas um de muitos problemas. Para mim, o maior deles é o fato de que Isaías 66 está no contexto de um capítulo anterior, que se descortina no contexto do Reino do Milênio! Além de que, se você continuar lendo mais 4 versículos depois de Isaías 66:8, verá…

Porque assim diz o Senhor: Eis que estenderei sobre ela a paz como um rio, e a glória dos gentios como um ribeiro que transborda; então mamareis, ao colo vos trarão, e sobre os joelhos vos afagarão. Isaías 66:12

Paz fluindo como um rio de uma nação nascida em um dia? O que? Não vemos nada de paz desde 1948! Desculpe, mas não importa como você vê as afirmações de Yeshua no Sermão das Oliveiras, não há como tirar daí qualquer noção do estabelecimento de “Israel como uma nação” de Suas palavras relativas à figueira sem a possibilidade dela ser uma falsificação, que se juntou a si mesmo, destinada a ser amaldiçoada, pois posou como uma figueira assim como está em Mateus 21.

Congregai-vos, sim, congregai-vos, ó nação não desejável; Antes que o decreto produza o seu efeito, e o dia passe como a pragana; antes que venha sobre vós o furor da ira do Senhor, antes que venha sobre vós o dia da ira do Senhor. Sofonias 2:1,2

Agora, sei que isso será embaraçoso para algumas pessoas. Muitos irão jogar o “antissemitismo” na minha cara e me acusar de estar “amaldiçoando Israel”. Em relação à última acusação, devemos revisitar o contexto dessa passagem também:

Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra. Assim partiu Abrão como o Senhor lhe tinha dito, e foi Ló com ele; e era Abrão da idade de setenta e cinco anos quando saiu de Harã. Gênesis 12:1-4

Todo o contexto dessa passagem da Bíblia é Abraão sendo chamado para deixar sua família para trás e seguir uma jornada na qual YHWH o iria liderar para um lugar que ficaria conhecido como a “Terra Prometida”. Notem quantas vezes tive que colocar em vermelho o sujeito dessa discussão. O contexto inteiro é Abraão e o que YHWH fará através dele. YHWH estava encorajando Abraão e basicamente dizendo a ele (parafraseando aqui): “Não se preocupe Abraão. Te darei cobertura. Apenas faça o que Eu te disser e o protegerei em cada passo de sua jornada. Abençoarei aqueles que te abençoarem e amaldiçoarei aqueles que te amaldiçoarem. Nada tens a temer. Então vá.” Mesmo assim, de tempos em tempos, Cristãos e Zionistas tentarão usar essa passagem fora de contexto como uma ferramenta de manipulação para darmos suporte a agendas políticas, a maioria das quais é diretamente contrária à Torá e aos pofetas.

Ouçam-me com atenção:

EU AMO O POVO JUDEU! E AMO O POVO DE ISRAEL (A VERDADEIRA)!

Então, nem mesmo pensem em retorcer as minhas para que elas sejam interpretadas de outra forma. Meu problema é com o Zionismo político e o apoio a coisas que são claramente contrárias à Palavra de Deus. YHWH tem “regras em casa” bem específicas sobre ter o privilégio de se viver em SUA terra. Leiam Levíticos 18 e Levíticos 26 se querem saber quais são essas regras e o que acontece quando as desobedecemos. Resumindo, a desobediência SEMPRE leva ao exílio da terra e a um julgamento e punição proporcionais dependendo de quanto tempo você escolher O desafiar e desobedecer. Pergunta: Como uma nação, a “Israel” estabelecida em 1948 foi obediente ou desobediente à Torá de YHWH? Garanto que certos indivíduos lá estão de movendo nessa direção. Mas como uma nação, eles estão com todos os males do ocidente lá dentro e até piores dentro de suas fronteiras. De acordo com Levíticos 18 e 26, você simplesmente não pode fazer nada disso na Terra Santa de YHWH. Não por muito tempo. Para saberem mais sobre minha visão em relação a isso vejam:

https://youtu.be/yPEVyEvP0Uo

Se “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade”, como Paulo disse a Timóteo em 2 Timóteo 2:15, então precisamos fazer exatamente isso. Precisamos manter a Bíblia em contexto, encará-la de frente, sem adicionar nem subtrair nada dela.

NA: O estudo de hoje é para que tenhamos sempre o discernimento em mente. Vejo a importância da tradução deste estudo de Rob Skiba para que tenhamos sabedoria na análise dos acontecimentos do mundo, pois a ótica escatológica é complexa e, dessa forma, se muitos acontecimentos não venham a ocorrer da maneira como achamos que deveriam desenrolar, que a nossa fé não esfrie nunca, pois só o Senhor sabe a hora de tudo.

Tenho visto muito da mídia e das atuais igrejas “papa-dízimo” enaltecerem muito o presidente Trump ter reconhecido Jerusalém como capital de Israel e de repente uma avalanche de profetadas de Fim dos Tempos e Arrebatamento pré-tribulacionais pegarem carona no que pode ser um imenso engodo global. Quem me garante que Trump não é “farinha do mesmo saco” acelerando algum processo já posto em prática tempos atrás? Sejamos prudentes meus irmãos, para nossa fé nunca esfrie, pois nada pode nos separar do amor de Deus.

Muitos estudos escatológicos falharam vergonhosamente em suas premissas e podem ter levado muitos a esfriarem seu amor pela Palavra e sua Fé no que está por vir.

Vivemos um período especial em nossas vidas? Com certeza! Façamos sempre o que Jesus nos pediu: espalhar o Evangelho e destruir as obras do mal! E fiquemos sempre alertas e vigilantes para que o Espírito Santo nos faça entender cada vez melhor toda essa farsa montada à nossa volta (NASA, Heliocentrismo, Evolucionismo, Cientificismo, e etc) para trazermos de “forma quase que científica” cada vez mais pessoas para noiva do Senhor.

Anúncios