ALIANÇA DO FIM DOS DIAS ENTRE ESAÚ E ISMAEL APARECE NO ENCONTRO DO VATICANO ENTRE O PAPA E ABBAS

Eis que teus inimigos se alvoroçam; vê como empinam a cabeça em sinal de desafio! – Salmos 83:3

NA: o post de hoje é de grande importância, pois esse encontro aconteceu um dia antes da reunião das 70 nações contra Israel. Coincidência? Claro que não. E como foi o tal encontro realizado em Paris no dia 15? Deixarei a manchete do site breakingisraelnews.com falar por si só dizendo “Falha Espetacular na Conferência de Paz(?) Sem Nenhum Resultado Visível”. O site ainda inicia com a passagem abaixo:

Sendo assim, declara Yahweh dos Exércitos: ‘Ele me enviou para buscar sua Glória entre as nações que vos saquearam, porquanto qualquer que tocar em vós, fere a menina dos olhos de Deus!’ – Zacarias 2:8

No que deveria ter sido um festival de ódio por todos os lados contra Israel, com todas as piores consequências desastrosas contra o estado judeu, 70 nações se juntaram em Paris pela conferência de “paz” no Domingo, mas no final do dia, os resultados foram sem brilho e falharam em alcançar qualquer coisa significante contra Israel…

france-conf

Yuval Rotem, Diretor Geral do Ministério de Relações Exteriores de Israel, considerou a conferência como uma vitória da diplomacia israelense por trás dos panos.

“O fato de que a conferência de Paris não terá um seguimento é, pela nossa perspectiva, o objetivo alcançado mais significativo”, disse Rotem ao Israel Radio na segunda-feira de manhã. “Mesmo nós não estando na conferência, tivemos sucesso em alcançar nossa posição”…

Na verdade, a breve posse de Trump pairou sobre a conferência, embotando os contrários a Israel. O Primeiro Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu disse em seu gabinete no domingo: “Essa conferência está entre os últimos movimentos do mundo de ontem. O mundo de amanhã será diferente, e está muito próximo”.

Talvez o sinal mais importante de que a conferência não tenha sido tão anti-israelense quanto se pretendia, foi a decisão no último minuto da Autoridade Palestina, o Presidente Mahmoud Abbas, em cancelar seu encontro com o Presidente Francês Hollande, agendada para o domingo. As autoridades francesas anunciaram na segunda que nenhuma nova data para o encontro foi agendada.

Enquanto isso, no dia anterior ao encontro das 70 nações…

abbas-pope-1

 Neste último sábado, a Autoridade Palestina, o Presidente Mahmoud Abbas se encontrou com o Papa Francisco em Roma, indicando um dos sinais mais claros do Fim dos Dias, uma aliança entre Ismael e Esaú está mais próxima do que nunca.

De acordo com o comentarista judeu da Bíblia medieval conhecido como Yalkut Shimoni, uma aliança entre Ismael (Árabes) e Esaú (frequentemente identificado com os descendentes dos romanos) precederá a redenção final. Um dos itens da agenda de Abbas durante o encontro era o de abrir uma embaixada do então chamado “Estado da Palestina” em Roma, dessa forma ligando os representantes dessa geração do Ismael bíblico com os do Esaú bíblico, um movimento que poderia ter sérias consequências para Israel.

“Durante o Fim dos Dias, Ismael e Esaú juntarão forças a fim de procurar destruir o povo judeu”, explicou o Rabino Yechiel Weitzman no seu livro The Ismaelite Exile (O Exílio Ismaelita), que contém um comentário de Yalkut Shimoni.

No final desse encontro, Abbas fez uma declaração indicando que o Papa apoia a comunidade internacional que pressiona Israel a ceder suas fronteiras de antes de 1967, dizendo: “Estamos muito gratos com o papel que a Santa Sé tem tido por uma paz justa e duradoura na Terra Santa, e por ter aberto uma embaixada da Palestina no Vaticano pela primeira vez”.

O prolífico escritor e estudioso do Fim dos Dias, o Rabino Pinchas Winston disse ao Breaking Israel News sobre se a profecia bíblica estava sendo cumprida com esse relacionamento político próximo entre a Autoridade Palestina e o Vaticano.

pinchas-winston-300x250-150x150“O problema com a profecia é que temos uma dificuldade de reconhece-la em tempo pelo que ela é, até que ela tenha acontecido. Por exemplo, Vilna Gaon predisse lá em 1700 que, no Fim dos Dias, uma multidão misturada entre o povo judeu trabalharia incessantemente, e secretamente, para juntar as forças de Esaú e Ismael contra o povo judeu. Ele predisse isso antes que o estado judeu moderno sequer pudesse ter existido!

“E aqui estamos nós, observando os descendentes de Esaú e Ismael juntando forças contra o Estado de Israel, forçando uma solução de dois estados que só será ruim para os israelitas, e com as bênçãos da maioria dos judeus liberais em Israel e na Diáspora. Muitos acreditam, e esperam, que isso seja apenas a história correndo em seu curso “natural”. Eles não querem enxergar por si mesmos que estão vivendo em tempos ‘bíblicos’. Aqueles que conhecem as fontes e podem reconhecer os sinais já entendem de outra forma”.

Os destinos de Ismael e Esaú foram ligados há muito tempo atrás, desde o livro de Gênesis, quando Esaú se casou com a filha de Ismael.

Foi Esaú à casa de Ismael e tomou como mulher, além das que já possuía, Mahalat bat Ismael, Maalate, filha de Ismael, neta de Abraão, e irma de Nebaiot. – Gênesis 28:9

O Rabino Wietzman concluiu sua introdução à aliança do Fim dos Dias com boas notícias: “Logo no início do surgimento de suas histórias, Ismael e Esaú forjaram uma ligação através do casamento. E assim acontecerá no Fim dos Dias. Essa aliança entre eles trará a história ao seu fim e à redenção”.

Anúncios