A “NEPHILIZAÇÃO” DA HUMANIDADE

O post de hoje serve para que nós, cristãos, possamos nos atualizar e sabermos em que nível a manipulação da semente da vida anda, seja na mistura de espécies e/ou na manipulação do DNA. Temos abaixo um resumo do que anda acontecendo no mundo da biotecnologia / biologia sintética, e é de extrema importância que nos familiarizemos com os termos trazidos pela matéria para que nada nos pegue de surpresa no futuro.

Estamos andando a passos largos rumo à “Nephilização” da humanidade e de todos os seres viventes desse planeta. E só para sabermos o que é que tudo isso tem a ver com a Bíblia, colocarei algumas passagens chave abaixo (já repetidas extensivamente neste site) para refletirem sobre o que vão ler.

Pois como foi dito nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Mateus 24:37

Naqueles dias estavam os nefilins na terra, e também depois, quando os filhos de Deus conheceram as filhas dos homens, as quais lhes deram filhos. Esses nefilins eram os valentes, os homens de renome, que houve na antigüidade. Gênesis 6:4

Naqueles dias os homens buscarão a morte, e de modo algum a acharão; e desejarão morrer, e a morte fugirá deles.   Apocalipse 9:6

A ERA DA BIOLOGIA SINTÉTICA ESTÁ AQUI: NOVOS ALIMENTOS, NOVOS COMBUSTÍVEIS, NOVO MATERIAIS, NOVAS DROGAS E NOVOS HUMANÓIDES CHEGANDO

Fonte

Estamos entrando numa era de design direcionado, no qual expandiremos a limitada noção de que a biologia é apenas o “estudo da vida e das coisas viventes” e veremos a biologia como a plataforma de distribuição e manufatura final (como disse o bioengenheiro Drew Endy de Stanford). Esse novo modo de manufatura nos oferecerá uma personalização e funcionalidade incomparáveis.

Novos alimentos. Novos combustíveis. Novos materiais. Novas drogas.

Já estamos dando os primeiros passos nessa direção. A Joule Unlimited construiu uma bactéria para converter CO2 em combustíveis num processo contínuo de uma só vez. Outras empresas estão produzindo fermento para a fabricação de artemisinina, um potente composto antimalárico usado por milhões de pessoas em todo o mundo. E ainda existem outros micróbios que estão sendo reprogramados para produzir ingredientes industriais, como os usados na borracha sintética.

Se dermos uma olhada lá na frente, as indústrias biotecnológicas do futuro irão descartar sínteses químicas industriais caras que utilizam altas temperaturas, altas pressões e catalizadores tóxicos e começar a usar sínteses bioquímicas menos tóxicas e mais eficientes.

Nós faremos essas coisas, e então as ultrapassaremos. Ou, pelo menos, essa é uma das versões do futuro (talvez a mais otimista sem vergonha de ser feliz). Perspectivas alternativas, tanto pessimistas quanto realistas, devem ser consideradas também. Temos muitas oportunidades aqui, companhias de bilhões de dólares para serem construídas, problemas de bilhões de pessoas para serem resolvidos, debates éticos críticos para seres discutidos em público, e políticas de prescrições que devem ser analizadas.

Então, como devemos ver o novo mundo da biologia sintética? Vamos dar uma olhada.

Os Otimistas

Para os otimistas e sonhadores dentre nós, é tentador acreditar que a biologia sintética certamente nos lançará num fantástico mundo de abundância.

Os otimistas sonham com uma vida mais longa, mais saudável e ativada por sistemas inteligentes que diagnosticarão nossas doenças antes dos sintomas aparecerem. Eles confiam numa medicina verdadeiramente personalizada. Eles antecipam curas feitas através da tecnologia CRISPR para doenças genéticas, câncer e além. (Assistam o vídeo no canal do YouTube Efesios Seisdoze).

Os otimistas veem a biologia sintética como um campo fervilhante com um potencial incomparável para o bem da humanidade, um potencial que só é comparável ao da inteligência artificial.

Os Pessimistas

Os pessimistas e os cuidadosos observam essas perspectivas de forma mais sóbria. Pois nós humanos nos identificamos fortemente com a biologia, e alguns consideram a “manipulação da vida” como algo não natural, antiético e arrogante.

Os pessimistas se preocupam como a biologia sintética afetará nossos empregos, nosso senso de humanidade e nossos ecossistemas. Eles imaginam um dia quando os bioterroristas poderão fabricar patógenos sintéticos que podem sobreviver, multiplicar e causar danos deliberados à nós.

Os pessimistas estão preocupados com as consequências não intencionadas. Eles sentem que o potencial do mal-uso e abuso de tudo isso é tão grande que os riscos da biologia sintética (synbio) se sobrepõem aos seus benefícios.

Os Realistas

Os realistas ficam no meio de tudo isso.

Eles veem o potencial que a biologia sintética tem em mudar o mundo, e ainda assim se preocupam com os obstáculos que virão antes que toda a diversão venha. Eles enxergam as cosias que os otimistas pintam sobre o futuro, mas eles nos lembram que primeiro temos que fazer com que a biologia seja fácil de se manipular e se programar. Precisamos desenvolver padrões para a manipulação da vida, abstrações para códigos biológicos e maneiras melhores de compartilharmos procedimentos experimentais de maneira que resultados confiáveis de laboratórios possam ser replicados em laboratórios do mundo todo.

Todos os três concordam em uma coisa: estamos caminhando rápido para a era synbio. Eles já formaram suas opiniões baseados nesse simples fato. E eles estão certos.

O Empurrão é Inegável

Prever a trajetória dessa tecnologia é algo completo, mas estamos vendo uma movimentação em vários fronts diferentes inter-relacionados à biologia sintética.

  • O desenvolvimento da primeira linguagem de programação para células vivas.
  • A chegada da CRISPR: uma reviravolta para manipulação genética fácil e barata.
  • A queda colossal nos custos de leitura de DNA.
  • A emergente IndieBio: o primeiro acelerador mundial de biotecnologia que está tentando saltar da academia para o mundo startup.
  • A explosão da iGem: uma competição mundial anual onde os estudantes projetam, constroem e testam aparelhos biológicos que fazem coisas úteis como bio-sensores que procuram por patógenos na água potável ou metais tóxicos.
  • O crescimento do Registro da iGem: um crescente catálogo de partes biológicas padrão que os engenheiros podem usar para a construção de circuitos biológicos.
  • A formação de BioBricks (BioTijolos): que funciona fazendo com que a synbio seja uma ciência aberta e colaborativa servindo ao interesse público.
  • Startups como o Amino Labs e o Bento Labs que estão desenvolvendo minilaboratórios fáceis de usar, portáteis e do tamanho de laptops equipados para a verdadeira ciência: leitura DNA e cultura de bactérias para fazer perfumes.
  • O movimento de ampliação (broad maker movement) que está criando disciplinas técnicas, desde bioengenharia até programação, para serem mais acessíveis, mais atraentes e menos misteriosas para as pessoas.

Além disso, a atenção da mídia está aumentando, tanto as manchetes sensacionalistas quando as discussões pragmáticas úteis são sintomas de um empurrão na trajetória desse campo.

Coletivamente, todas essas tendências apontam para um futuro no qual a biologia sintética poderia ser verdadeiramente uma energia transformadora, saudável, produtora, agrícola e além. Mas eles também mostram o fato de que a biologia sintética é ainda um campo muito novo.

E é aqui que os realistas entram, pois ainda não chegamos lá. E quando mais ampla for a disseminação dos poderes que essa tecnologia tem, ficará mais difícil controlar as regras do uso dela.

Temos que trabalhar duro hoje para podermos determinar se as tendências do futuro serão as visões imensamente positivas dos otimistas ou as temidas dos pessimistas.

O Que Ainda Precisa Ser Feito na Synbio?

Aqui vão algumas coisas que ainda precisamos fazer.

  • Precisamos automatizar o processo de projetar e otimizar as cepas microbiológicas.
  • Precisamos de um completo engajamento do público sobre as implicações dessas tecnologias.
  • Precisamos decidir como a nossa nova relação com a biologia se parecerá.
  • Precisamos explorar quais aplicações são aceitáveis e quais não são.
  • Precisamos considerar completamente os efeitos que certas aplicações da synbio poderiam ter em problemas como inequidade e discriminação.

Como todas as poderosas tecnologias, a biologia sintética possui dois lados inerentes, ela pode ser usada para o bem humano ou para ameaçar a segurança humana. E pelo fato da biologia estar envolvida, existem uma ameaça ainda maior dela se multiplicar e se autorreplicar em associação com as armas biológicas.

Então, sim, existe um imenso potencial, e deveríamos ficar empolgados com o que o futuro nos reserva. E sim, precisamos de sonhadores e de especialistas técnicos para superar os limites do que é considerado possível sob uma perspectiva técnica (de maneira segura). Mas em nosso rumo em direção a um futuro melhor, não devemos sobrepujar ou fugir das questões éticas necessárias de hoje.

NA: Deixo claro que o texto acima é de uma fonte secular e, portanto, não leva em consideração absolutamente nada sobre profecias bíblicas e muito menos os dias nos quais vivemos e, sendo assim, encaixo-me perfeitamente dentro dos “Pessimistas” acima.

Sem querer ser “pessimista” demais, mas esses otimistas têm que realmente ser muito sonhadores para acreditarem que neste mundo cheio de corrupção e de mentiras espalhadas em todas as esferas de todos os governos, a achar que esse tipo de tecnologia, com o uso tão facilitado como está, não será usada para fins danosos e bélicos (como certamente já deve estar sendo).

Tendo cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo. Colossenses 2:8

Sendo assim, amados, estando bem informados, guardai vos para que não sejais conduzidos pelo erro e sedução dos que não têm princípios morais, vindo a perder a vossa segurança e cair. 2 Pedro 3:17

Para maiores informações, assistam ao vídeo abaixo legendado pelo autor deste site.

 

Anúncios

2 comentários sobre “A “NEPHILIZAÇÃO” DA HUMANIDADE

  1. Sabe, porém, isto: que nos ÚLTIMOS DIAS sobrevirão tempos trabalhosos.
    Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,
    Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons,
    Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,
    Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela.
    DESTES AFASTA-TE.

    2 Timóteo 3:1-5

Os comentários estão desativados.