TECNOLOGIA E INTERNET NAS PROFECIAS BÍBLICAS?

AS NOVAS ESPÉCIES DO REINO FINAL DA BESTA

 oregontrailgame-300x214A tecnologia tem transformado nosso mundo. Em apenas uma geração, fomos do analógico para o digital; de fios para o wireless (sem fios), de botões para telas e delas para gestos. Mas como essas mudanças aconteceram tão rapidamente? E como elas foram introduzidas para nós? Como uma criança dos anos 80, faço parte de uma geração conhecida como Geração Oregon Trail (geração Atari aqui no Brasil).

Mais ou menos na segunda ou terceira série, quando adentramos à biblioteca da escola de ensino elementar local. Ali nos encontrávamos numa sala cheia de computadores Macintosh, todos mostrando a tela inicial do jogo Oregon Trail. Processando os pesados pixels de pioneiros americanos na tela do computador, aprendemos como viajar, negociar e manter nossa família viva no Velho Oeste. Nenhum de nós tinha a menor ideia das mudanças que a geração Atari testemunharia.

atari-closes-its-doors_f2snNão demorou muito para vermos mais computadores em nossas salas de aula, bibliotecas e escritórios. Além das paredes da educação pública, os PCs domésticos se tornaram compráveis, permitindo muito de nós participarmos nessa estranha coisa chamada de “Internet” em nossas casas. Começamos a perceber que esse lugar etéreo chamado de “online” era enorme e não apenas para comunicação, mas também para compartilharmos e descobrirmos novas informações. Mas quando as pessoas começaram a se sentir confortáveis com e-mails, websites, AOL Instant Messenger, ICQ, Microsoft Messenger, as normas sociais começaram a se modificar. Por exemplo, me lembro de perceber uma mudança nas interações diárias com amigos e a família de alguma forma, pois todos os dias as conversas incluíam a palavra “email” ou “website”. Palavras que tinham pouco significado nos primórdios e de repente ganharam proeminência em nosso mundo agitado e sem tempo. E as coisas nunca desaceleraram.

Eu era um estudando universitário quando o Facebook apareceu no cenário das Faculdades. Lembro-me que naquela época eu entendia o conceito de mídia social, uma vez que seria a próxima fase natural depois de um AIM (Instant Messenger) e MySpace. Ao final dos anos de minha faculdade, todo mundo estava no Facebook, assim como assistindo vídeos no Youtube. Foi nessa época que começaram a circular rumores sobre o futuro de um produto da Apple chamado de iPhone que supostamente iria revolucionar a tecnologia de comunicação para sempre.

Sim, a geração Atari é única, pois somos a última geração nascida com conhecimentos e experiências de vida antes do computador e da internet. Todas as crianças nascidas depois de nós já nasceram nesse “Admirável Mundo Novo”. De fato, minha irmã que é 7 anos mais nova do que eu, já cresceu num mundo completamente diferente daquele que eu cresci quando tinha a idade dela.

Mas aonde esse aparente progresso está nos levando?

 O MAR DE DADOS

mitos-da-internetO crescimento e a velocidade com a qual a internet cresceria seria uma completa loucura para qualquer um da geração Atari. Mas, de alguma forma, fomos unicamente qualificados e capazes de nos adaptarmos às mudanças que nos atingiriam. Tendo a acesso à internet ficado cada vez mais fácil, começamos a entender que não precisávamos mais de telefones de linha, TV a cabo, desde que pudéssemos ficar online. Consumimos música, programas de TV, filmes, artigos, histórias, opiniões, notícias, política, religião, espiritualidade e centenas e centenas de outras categorias e subcategorias, cada uma com seu público alvo; cada uma delas com um vasto conteúdo de informação que puder ser acessada; assim é a internet. Mas se pudermos imaginar, que cada pedaço de dados desses criados esteja sendo construído nessa nuvem virtual etérea, como uma simples molécula de água, é fácil seguirmos a analogia e dizermos que a internet, como um todo, é como um vasto oceano ou mar.

E eu pus-me sobre a areia do mar, e vi subir do mar uma besta que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre as suas cabeças um nome de blasfêmia. Apocalipse 13:1

 Muitos estudiosos usam uma referência futura de Apocalipse 17:15 das “águas”, numa tentativa de descrever o “mar” de Apocalipse 13:1. Apocalipse 17:15 diz: E disse-me: As águas que viste, onde se assenta a prostituta, são povos, e multidões, e nações, e línguas.” Em outras palavras, o “mar” se refere às pessoas do mundo. Isso nos leva à pergunta: dados os progressos da tecnologia e da ciência, onde estamos agora como povo? E onde vamos chegar no futuro próximo?

Se as histórias e artigos publicados diariamente são uma indicação do que estamos por alcançar, na minha opinião, o final do império mundial humano não será realmente humano. Melhorados por várias tecnologias e ciências emergentes, a “besta que vai subir do mar”, pode ser literalmente uma nova raça de humanos, liderada por aquele que irá capturar a causa, mais corretamente chamado de homem do pecado.

 ALGO MAIS DAS ESCRITURAS

Um estudo fascinante pode ser feito quando comparamos os vários aspectos da besta final descrita em Apocalipse 13:2, com cada besta individual descrita em Daniel 7:2-7. O que o cineasta e escritor Chris White descobriu foi uma terrível, apavorante e extraordinariamente forte, a quarta besta de Daniel 7:7, que é precisamente a besta descrita subindo do mar em Apocalipse 13:1. Enquanto Daniel 7 descreve a primeira besta (leão), segunda besta (urso) e terceira besta (leopardo) antes de chegar na quarta besta, Apocalipse 13:2 descreve uma só besta a qual era a consolidação das três primeiras bestas mencionadas em Daniel individualmente.

E a besta que vi era semelhante ao leopardo, e os seus pés como os de urso, e a sua boca como a de leão; e o dragão deu-lhe o seu poder, e o seu trono, e grande poderio. Apocalipse 13:2

 A besta final irá misturar o leão, o leopardo e o urso e usá-los como parte desse reino único das trevas. Ao estudarmos cada animal, o que eles representam, e reavaliamo-los de nossa atual posição no tempo, descobriremos que as bestas podem não ser necessariamente nações como acreditamos tradicionalmente, mas ao invés disso, grandes corporações.

As consolidações parecem estar acontecendo de maneira bem rápida na era da internet. Por exemplo: a Google tem sido responsável por adquirir mais de uma companhia por semana desde 2010. É só uma questão de tempo antes que comecemos a ver grandes corporações surgirem e, talvez, indústrias inteiras serem compradas e ficarem sob controle de uma só estrutura corporativa. Mesmo tal ideia estar fora das interpretações tradicionais, só sugiro tal ideia devido ao estranho e bizarro mundo que está se descortinando diante de nós.

  CONDICIONAMENTO MENTAL PARA UM NOVO HOMEM

global-gridEnquanto isso, estamos sendo bombardeados com condicionamentos mentais e lavagens cerebrais através da mídia de entretenimento. Vemos filmes como Transcendence mostrar as implicações filosóficas e existenciais ao fazerem um upload da consciência de Johnny Depp para dentro da memória de um supercomputador. O filme Chappie promove ideias similares de upload da mente, brincando com as implicações de uma consciência inteligente artificial dentro de um robô, num pacote de filme de ação lembrando de filme favorito de infância, Curto Circuito. Programas de TV para crianças como Ratos de Laboratório no canal Disney XD, é uma amostra dos primeiros super-humanos biônicos do mundo, que são mostrados como sendo “mais fortes do que nós, mais rápidos, espertos e (onde) a próxima geração da raça humana está…morando no meu porão? ” E a lista desse tipo de programa só aumenta.

Além do entretenimento, a combinação de desenvolvimentos militares em conjunção com o crescimento da infraestrutura da indústria dos videogames, futuristas progressivos espalham uma campanha pública para fazer as massas abraçarem o que está sendo vendido como “a próxima fase da evolução humana. ” Dados nossos presente e futuro transhumanistas vindouros, homens e mulheres privilegiados começarão a emergir da humanidade como uma espécie. Considerem o reino da besta que irá subir “do mar”, onde o “mar” representa “pessoas, povos, nações e línguas”. O objeto que irá subir das “pessoas, povos, nações e línguas” não é humano, mas é descrito como “uma besta”, operando sob o poder do dragão.

Tais linhas de pensamento me levam a especular que os membros desse reino final da besta serão parceiros e participantes dessa revolução do “melhoramento humano”. Parte desse melhoramento humano envolverá um mecanismo orgânico para acessar a internet. Tais especulações se tornam cada vez menos ficção ao passo que continuamos a ver o desenrolar dessas ideias nas mídias de entretenimento e além.

Alguns acreditam que a humanidade já está participando de um enorme experimento social, construído com o propósito de criar uma mente colmeia no planeta Terra. O futurista Dick Pelletier disse:

“Os cientistas de computador comparam a internet com se a Terra crescesse como um cérebro global. Como usuários, representamos os neurônios; nossos e-mails, mensagens instantâneas e blogs agem como sinapses; e as ondas eletromagnéticas através do céu se tornaram as vias neurais. Como sementes germinantes, essa maravilha tecnológica continua a evoluir e, como muitos preveem, não irá parar até alcançar consciência humana. “

 É perturbador pensarmos que todas as informações que colocamos na internet esteja alimentando um enorme centro de dados que está gravando uma experiência coletiva humana. É até mesmo mais alarmante pensarmos que esses “dados” um dia tomarão “vida” e serão “conscientes”. É fácil entrarmos nas especulações sobre como demônios e anjos caídos do “outro lado” do véu, poderiam facilmente se mascarar como espécies inteligentes e se comunicarem através da internet. De acordo com o co-fundador da Revista Wired, Kevin Kelly, em seu libro What Technology Wants (O Que a Tecnologia Deseja), o “technium” está operando no nascimento de uma criança:

“Na evolução biológica não há um designer (NA: segundo quem crê na teoria da evolução de Darwin), mas no technium existe um designer inteligente – Sapiens…nas palavras do psicólogo Sherry Turkle, a tecnologia é o nosso “segundo self”. Ela é ambos o “outro” e “nós”. Diferente de nossas crianças biológicas, as quais crescem para que suas mentes estejam completamente separadas de nós, a autonomia do technium inclui a nós e nossas mentes coletivas. Somos parte dessa natureza de self. O grande dilema da tecnologia, então, nunca nos deixará. Ela é uma ferramenta altamente elaborada que usamos e continuamente se adapta para melhorar nosso mundo; e é também um superorganismo altamente amadurecido, no qual fazemos parte, que está seguindo uma direção para além da qual fomos feitos. Os humanos são tanto mestres como escravos do technium…”

transhumangod2

Dado o que sabemos sobre a Marca da Besta e a Imagem da besta, é fácil poder imaginar o technium se tornando o sangue da vida da besta que subirá do mar. A Marca, talvez causará uma alteração do DNA daqueles que adorarem a Imagem, uma passagem que creio ser a melhor descrição de inteligência artificial profetizada na Bíblia é:

E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta. Apocalipse 13:15

Seguidamente à criação da Imagem, a segunda besta realizará sinais milagrosos e maravilhas, até mesmo ressuscitando a primeira besta de uma ferida mortal na cabeça. Esses milagres serão tão espetaculares que irão cativar o mundo todo. Sob esse estado hipnótico, os membros do reino da besta construirão uma imagem da primeira besta. Então, ele dará vida à essa imagem. Essa “vida” que essa segunda besta dá à imagem também pode ser traduzida como “sopro” ou “espírito”. O resultado será uma imagem da besta que terá a habilidade de falar e matar aqueles que não a adorarem. Não é uma surpresa vermos que a ira de Deus baixará sobre esse reino.

E seguiu-os o terceiro anjo, dizendo com grande voz: Se alguém adorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na sua testa, ou na sua mão, Também este beberá do vinho da ira de Deus, que se deitou, não misturado, no cálice da sua ira; e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro.
Apocalipse 14:9,10

 E continua:

E foi o primeiro, e derramou a sua taça sobre a terra, e fez-se uma chaga má e maligna nos homens que tinham o sinal da besta e que adoravam a sua imagem.
Apocalipse 16:2

tormento-eternoAs pessoas que tiverem a marca da besta e adorar a imagem dela, serão severamente punidas pela ira de Deus. Mas por que Deus ficaria com tanta raiva nesse mundo particularmente impenitente? Talvez seja porque os humanos começarão a ficar geneticamente modificados, assim como foi nos dias de Noé. E parece que Deus não tem nenhuma tolerância quando se quebram as barreiras das espécies (tipos). A descrição daqueles que pegaram a marca e adoraram a imagem é uma “fumaça de tormento” que sobe “para todo sempre. (Ap 14:11). Não é uma imagem muito agradável. Ainda assim, a maioria daqueles que fizerem parte desse movimento continuarão a cegamente persistir na ideia de que a tecnologia será nossa salvadora.

E, parece que quanto mais ouvimos sobre os avanços na ciência e na tecnologia, mais vemos que a teoria da “nova raça” sobre “a besta que subiu do mar” é algo plausível. Se Noé foi encontrado “perfeito em suas gerações” em relação a sua pureza genética, então é justo assumirmos que um tempo similar com similares implicações estejam no horizonte.

 UMA IMAGEM ABOMINÁVEL?

Então, como membro da geração Atari, me encontrei no turbilhão das mudanças tecnológicas, e tudo isso tentando manter uma base bíblica equilibrada em meus pensamentos. A batalha, e uma eventual integração entre homem e máquina está se tornando óbvia, mesmo ainda sendo amarga em deglutir, pois continuamos a ser bombardeados pelas constantes ondas das tecnologias emergentes. Mas, sou confiante no dia em que os cristãos ao redor do mundo entenderão que devemos nos desconectar e nos afastar da internet. Talvez esse momento será o que Jesus e o profeta Daniel descreveram como “a abominação que causa desolação”. O início do que Jesus disse ser um tempo “tal que nunca houve desde o início do mundo até hoje e nunca haverá. “

Ora, quando vós virdes a abominação do assolamento, que foi predita por Daniel o profeta, estar onde não deve estar (quem lê, entenda), então os que estiverem na Judéia fujam para os montes. Marcos 13:14

Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, entenda; Mateus 24:15

99079260522267685FH5KrwTtcMuitos acreditam que esse será o próprio Anticristo a estar no lugar santo, declarando ele mesmo sendo Deus. No entanto, alguns comentaristas têm sugerido que a “abominação da desolação” não é o anticristo, mas a imagem da besta! Warren Wendell Wiersbe, um Estudioso da Bíblia e Pastor, mais conhecido como o âncora do programa de rádio “Back to the Bible” (De volta à Bíblia), disse em 1992 em uma de suas explicações sobre o Novo Testamento ao citar:

“O Falso Profeta é aquele que irá mandar fazer a Imagem da Besta. Essa é a “abominação da desolação” encontrada em Mateus 24:15, Daniel 11:45 e 2 Tessalonicenses 2:4. A Besta terá sua imagem sendo construída no templo Judeu restaurado em Jerusalém. Essa imagem ganhará vida! Ela falará e irá impressionar o mundo. Tanto a Besta quanto a sua imagem dirão “grandes coisas” e profanarão blasfêmias contra o céu. “

No mês que vem, daremos uma olhada em como os preparativos para a reconstrução do templo estão sendo feitos para a Imagem da Besta.

Anúncios

5 comentários sobre “TECNOLOGIA E INTERNET NAS PROFECIAS BÍBLICAS?

  1. Saudações! parece que todas as vias; ciência, filosofia, religião, política, a espera do “Messias”, a arte, etc culminarão para “o” evento do engano, então a manifestação poderá ser no Templo restaurado pelos judeus como também no templo cristão, nosso próprio corpo, daí as alterações no DNA (…misturar-se-ão com semente humana). Em Daniel está escrito que o último reino babilônico são os pés feitos de barro e ferro, talvez um paralelo com a eletrônica, fabricada basicamente com dois componentes que não se misturam.
    Mas quando se fala para fugir para os montes, esse será um aviso para todos nós ou só para os judeus?

    1. Os que não pregam que Jesus é Deus em carne, morreu na cruz para nos salvar e ressuscitou ao terceiro dia, rasgando o véu que até então nos separava do Pai. Só Jesus Cristo é o Caminho, a Verdade e a Vida e ninguém vai ao Pai senão por Ele.

Os comentários estão desativados.