PAPA FRANCISCO E O “DESASTRE” DA IGREJA

BISPO: O PAPA ESTÁ LEVANDO A IGREJA A UM “DESASTRE”

Ele acredita que o mundo está entrando na era do Anticristo

 

Fonte

pope-francis

Citando as famosas profecias de Fátima, o Bispo tradicionalista da Igreja Católica Romana, Bernard Fellay, fez um alerta da cidade do Kansas de que o Papa Francisco está precipitando a igreja num tal declínio que pode ser o anúncio de que o mundo está entrando na era do Anticristo.

 

Fellay, que lidera uma sociedade sem nenhum status canônico dentro da Igreja Católica Romana, disse que as “visões modernistas” professadas pelo pontífice são diferentes dos ensinamentos Católicos.

 

“A situação da Igreja Católica está um verdadeiro desastre e o atual Papa está deixando 10 mil vezes pior”, alertou Fellay em 12 de Outubro na Conferência de Imprensa Angelus na cidade do Kansas.

 

Fellay é o general superior da Sociedade de São Piu X, cujos ministros, de acordo com o Vaticano, não exercem um ministério legítimo na igreja.

 

Fellay, em seu discurso, entrou pesado no Terceiro Segredo de Fátima, o qual muitos Católicos acreditam ter sido dado pela Virgem Maria, a mãe de Jesus, para Lucia Santos, uma das três pobres crianças que afirmaram ter presenciado uma série de seis aparições de Maria de Fátima em Portugal, entre Maio e Outubro de 1917.

O Terceiro Segredo está centrado numa visão apocalíptica na qual um papa em um futuro não identificado, é visto subindo numa montanha. No alto está uma cruz velha e caída. A papa passa por uma cidade em ruínas, só para ser morto aos pés da cruz por um grupo de soldados que atiram muitas balas e flechas que ferem os bispos, padres e crentes de vários níveis e posições que acompanhavam o papa.

 

Fellay disse que quando perguntaram à Irmã Lucia qual o Terceiro Segredo de Fátima fora previsto, ela apontou os capítulos 8 ao 13 do Livro de Apocalipse, se referindo ao último livro do Novo Testamento, também conhecido como “A Revelação de São João o Divino.”

 

Observando o capítulo 8 de Apocalipse vemos que ele fala da chegada do Anticristo, Fellay notou que o Papa São Piu X disse no começo do seu pontificado que o “filho da perdição” talvez já estaria na terra.

 

Fellay citou o Cardeal Luigi Ciapi, o teólogo papal de todos os papas, do Papa Piu XII até o Papa João Paulo II, que disse que o Terceiro Segredo alertava quanto à apostasia dentro da igreja que se iniciaria no topo.

 

Em 2000, o Vaticano liberou o que fora declarado como sendo o texto completo do Terceiro Segredo de Fátima, acompanhado de um comentário feito pelo então Cardeal Joseph Ratzinger, o futuro Papa Benedito XVI.

 

Fellay esmiúça a natureza de “fim dos tempos” da visão da Irmã Lucia ao se referir a uma famosa entrevista em 1957 na qual Lucia explica que quando o Terceiro Segredo estiver cumprido, “várias nações desaparecerão da face da terra” e o “mal fará de tudo em seu poder para pegar as almas consagradas a Deus.”

 

“Tempos de Botar Medo”

 

Fellay ataca Francisco por aconselhar um novo formato para a Massa Católica, seguindo os passos do Vaticano II, e sugerindo que a Igreja Católica condena o homossexualismo, mas não os homossexuais, e até mesmo ateus podem atingir a salvação se eles viverem de acordo com suas consciências.

 

Ao afirmar que esses são “tempos de botar medo”, Fellay fala sobre aborto como um pecado que grita no Céu por vingança. Ele caracterizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo como uma “redefinição não natural do casamento de pecados afins.”

 

Rezando pelo retorno de valores e práticas Católicas tradicionais, Fellay reiterou o apelo da Irmã Lucia para que os Católicos recitem o Rosário e se apliquem à Devoção do Imaculado Coração da Abençoada Virgem Maria como um dos últimos remédios que Deus deu à humanidade.

 

Insistindo que “existe definitivamente uma destruição material do mundo à vista”, Fellay alerta sobre a vinda de uma catástrofe.

 

“Como? Quando?” Pergunda Fellay. “Não tenho ideia. Mas se você colocar as peças em ordem, está claro que Deus já fez o bastante pelos pecados do homem.”

 

A Sociedade de São Piu X, ou SSPX, foi fundada em 1970 pelo arcebispo francês Marcel Lefebre, que se opunha fortemente aos comunistas e “Católicos socialistas” em que ele acreditava estarem querendo raptar o Vaticano II para abandonarem as práticas e crenças tradicionais católicas, incluindo a substituição da Massa Latina com um moderno formato vernacular nas culturas locais.

 

Em 1988, uma carta apostólica intitulada “Ecclesia Dei”, ou “A Igreda de Deus”, o Papa João Paulo II oficialmente excomungou Fellay, pois ele estava acomunado com Lefebre num ato que o Vaticano caracterizou como “desleal” e “separatista”.

 

Em 2009, a Congregação de Bispos, sob instruções do Papa Benedito XVI, rescindiu a excomunhão de Fellay, ao dizer que a SSPX não tinha status canônico na Igreja Católica e que qualquer ministro estabelecido pela SSPX não tinha o direito de exercerem seus ministérios na igreja.

 

O Papa Francisco, nascido como Jorge Mario Bergoglio, tem sido identificado por sua “teologia liberal”, uma versão Marxista revolucionária do Cristianismo, desde que fora apontado como Arcebispo de Buenos Aires em 1998.

 

Num encontro de padres da Diocese de Roma, Francisco fez um enorme esforço para se distanciar da versão da teologia liberal praticada pelo padre peruano o Padre Gustavo Gutierrez, autor do livro “Uma Teologia de Libertação”, escrito em 1988.

Anúncios

2 comentários sobre “PAPA FRANCISCO E O “DESASTRE” DA IGREJA

  1. Papa Francisco é um desastre porque ele segue a doutrinação de Kahl Marx, Gramci, Marcuse e a Escola de Frankfurt. Ele é um comunista sujo e traiçoeiro.
    Ele odeia como o diabo as Escrituras Sagradas. Ele se deixa subornar pelos islamistas e judeus sionistas.
    Ele é o reflexo da America Latina onde existe um verdadeiro exército de prostitutas e prostitutos que se vendem por qualquer preco….
    Uma verdadeira decepção para o Catolicismo e seus seguidores.

Os comentários estão desativados.