ANÁLISE DE “SIRIUS”

ANÁLISE DO DOCUMENTÁRIO “SIRIUS” DE STEVEN GREER

 

Por Cris Putnam

 

O novo projeto de pesquisa de Steven Greer, o filme Sirius está embasado no aprofundamento da teoria de conspiração que envolve o complexo industrial militar (MIC) controlando por trás das cenas todo o governo, sistema bancário, e (que soem os tambores agora), mantendo um acobertamento sobre a verdade dos OVNIs, ETs e energia limpa livre. Acho que eles estão corretíssimos sobre o controle financeiro por parte da elite, mas a repressão da indústria de petróleo contra a energia limpa nada tem a ver com extraterrestres, mas com a ganância humana e corrupção humana. O filme mostra Greer como um herói, um mártir, lutando contra grandes forças. Greer lamenta de forma sagaz, que “os sociopatas misantrópicos estão acabando com o planeta.” É claro que a solução para tudo isso é termos acesso à tecnologia ET que os misantrópicos estão escondendo. Enquanto que realmente existe uma certa verdade sobre a teoria de conspiração em geral, ela não é o que os ETs realmente são. Na verdade, o panteísmo monístico que Greer promove é exatamente o que o sistema mundial deseja. Isso é claramente visto nos depoimentos feitos por gurus desacreditados no filme.

 

SiriusPoster_EBE_ak_web

David Wilcock, um guru que prega o “crescimento da alma, ascensão e evolução da consciência”, o qual foi um dos mais bem conhecidos promotores da teoria de ascensão de 2012 aparece de forma proeminente. Os escritos de Wilcock indicam que ele começou tendo sonhos estranhos e sincronismos quando ele tinha 2 anos de idade, que foram progredindo para experiências extracorpóreas e percepções extra-sensoriais (ESP) aos 7 anos de idade.  Ele leu vários volumes de Edgar Cayce, místico oriental e escritor sobre nova era. Ele não apenas ensina a teologia da reencarnação, mas suas idéias de ascensão espiritual resultaram em repetidas falhas no acerto de datas. A primeira foi “Ascensão 2000” que se transformou em “Ascensão 2012” e ainda estamos esperando por uma nova. Interessante foi ele prever a revelação alienígena pelo Presidente Obama em 2009:

 

“David também prevê que o Presidente Obama irá tentar revelar a existência de alienígenas e tecnologias alienígenas esse ano. Ele disse que será uma transmissão especial de duas horas, na qual uma entidade de outro mundo será apresentada.” http://www.logosapologia.org/?p=4916#_ftn1

 

O caminho profético de David é triste e sua formação também não é das melhores. Ele ensina que a cultura japonesa os foi transmitida por alienígenas espaciais e depois seu sócio Michael Cremo concorda e adiciona que os textos hindus são literatura de astronautas do passado de milhares de anos atrás. Esses assuntos são definitivamente refutados aqui. Depois eles mostram OVNIs em quadros medievais sem sentido que tem sido demonstrado sem dúvidas que são símbolos bem conhecidos para o sol e a lua. Historiadores da arte ficam indignados com isso, mas o público parece se manter crédulo.

 

Os mitos de salvadores alienígenas sobre redentores ETs lá de cima prevenindo um holocausto nuclear é mostrados em várias cenas. A maioria das testemunhas entrevistadas são materiais reciclados já vistos em outros documentários sobre OVNIs, como o Out of the Blue, que é de longe um filme bem melhor do que Sirius. Eles usam uma cena velha com Gordon Creighton, editor de Flying Saucer Review, mas não mencionam a verdadeira opinião de Creighton: “Acredito que grande parte desses fenômenos são o que chamamos de satânicos.” http://www.logosapologia.org/?p=4916#_edn2

 

Logo no início, o filme já mostra uma dramática tensão envolvendo os testes do então chamado pequeno alienígena encontrado no deserto do México. Esse ET do tamanho de uma Barbie foi vastamente apresentado no material de promoção do filme e certamente levou muitas pessoas a gastar seu dinheiro para verem os resultados dos testes de DNA.

 

O aspecto mais perigoso e potencialmente prejudicial sobre o filme é a promoção do CE-5 já tendo iniciado contato alienígena. Green amplia o sistema de classificaçãoo de J. Allen Hynek. Isso é explicado em Exo-Vaticana:

1)   Contatos Imediatos do Primeiro Grau (CEI) envolvem “avistamentos” de OVNI.

2)   Contatos Imediatos do Segundo Grau (CEII) incluem traços visuais e físicos tais como lugares queimados no chão, radiação, marcas estranhas, ou pedaços espalhados próprios para investigaçõa.

3)   Contatos Imediatos do Terceiro Grau (CEIII) envolvem avistamentos dos “ocupantes” dos OVNIs perto do OVNI.

4)   Contatos Imediatos do Quarto Grau (CEIV) envolvem a abdução de um humano por um OVNI ou seus ocupantes (isso já não está na escala de Hynek).

5)   Contatos Imediatos do Quinto Grau (CEV), desenvolvido por Steven M. Greer  e seu Centro de Estudo de Inteligência Extraterrestre (CSETI), descrito como “encontro, eventos de contato bilateral produzidos por iniciados humanos de maneira consciente, voluntária e proativos ou cooperação da comunicação com inteligência extraterrestre.”

6)   Contatos Imediatos do Sexto Grau (CEVI) descrito como “incidentes com OVNI causando ferimento direto ou morte.”

 

CE-5 envolve um estilo de medicação oriental que ensina a clarear a mente da pessoa (suspendendo o discernimento racional), deixando para trás quaisquer defesas espirituais, e permitindo que a consciência desencarnada de fora venha possuí-la livremente. É claro que tudo isso é um convite para uma possessão demoníaca. Infelizmente, Greer e seus seguidores têm a melhor da intenções, mas estão sendo enganados. O maligno é o mestre do disfarce:  “Não é de admirar, porquanto o próprio Satanás se disfarça em anjo de luz. Não é muito, pois, que também os seus ministros se disfarcem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras.” (2 Cor 11:14-15). O filme oferece o CE-5 como A solução para os problemas do mundo, uma ideia perturbadora desenvolvida e explicada em Exo-Vaticana.

 

O mais interessante para os leitores de Exo-Vaticana, é que no filme aparece nosso velho amigo, o demonologista Católico Romano, Monsignor Corrado Balducci em algumas cenas. Enquanto a maioria dos estudiosos evangélicos já concluíram que o fenômeno de abdução está conectado com ocultismo, Balducci diz que os chamados encontros extraterrestres “não são demoníacos, não são problemas psicológicos, e não casos de possessão de entidades.” Balducci nunca foi refutado pelo Vaticano e ele ainda ensina que ETs superiores estão chegando para nos evangelizar:

 

Balducci in Sirius

Em 13:45, Balducci aparece dizendo: “Existirão outros que são bem superiores a nós.” E continua: “Nem mesmo devemos perder tempo pensando no maligno e seus demônios, que ainda mantém sua natureza angelical, pois sendo anjos caídos, ainda mantém seu estado puramente espiritual, além de terem suas atividades limitadas por Deus e logo, não podendo trazer seu ódio para nós.” Entendendo que Balducci fora um teólogo da Cúria do Vaticano, exorcista de longa data pela arquidiocese de Roma, e candidato para a Congregação para Evangelização das Pessoas e da Sociedade para a Propagação da Fé, isso se torna importante. Se alguém estiver procurando a opinião de um Católico sobre demonologia, dificilmente ela procuraria outro que não Balducci. Ele sugere qualquer coisa originada no reino espiritual é impossível de aparecer no material, mas a Bíblia está repleta de anjos que foram confundidos com homens (Gênesis 19:1, Atos 1:10), e o autor de Hebreus alerta: “Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, sem o saberem, hospedaram anjos.” (Hebreus 13:2). Isso deixa bem claro que eles são muito mais do que simplesmente espíritos imateriais.

 

Depois de construir uma tensão em cima do ET “mini-me”, o anticlímax acontece quando Dr. Gary Nolan admite: “O DNA nos conta uma história e temos as técnicas computacionais que nos permitem determinar, de maneira bem rápida, quando, de fato, isso é humano.” E continua: “Posso dizer com certeza que isso não é um macaco. Isso é humano – mais próximo de um humano do que chimpanzés.” O fato é que esse cadáver humano não é novo, ele tem circulado pela comunidade ufológica há dez anos, e tem sido identificado como um feto humano mumificado por especialistas médicos como documentado aqui. Os esforços promocionais do filme mostram que esse não é apenas um feto humano, mas é algo nada ingênuo e macabro.

 

O mais interessante e que Greer nunca parou para pensar é: se o CE-5 está trabalhando de maneira correta, então por que os ETs benevolentes simplesmente não entregaram a ele a tecnologia de energia limpa? Na verdade ele está num deserto de canalizações por anos. Por que será que o maligno MIC tem informações exclusivas e acesso a essa energia limpa? Por que Greer e o CSETI, tão adoradores dos ETs, simplesmente não perguntam por isso? O silêncio abissal para essa pergunta é sugestivo. No final, o filme confirma a tese escatológica apresentada em Exo-Vaticana numa linguagem extremamente precisa ao encorajar o telespectador a participar com eles se “unindo conscientemente com os seres que estão preparados para se comunicar conosco. De maneira que tenham sucesso em sua missão chamada vida e possam se tornar um só.” Essa situação de se tornar “um só” é que devemos nos afastar pois, se estou correto, ela nos levará ao Ponto Ômega.

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “ANÁLISE DE “SIRIUS”

  1. Por favor, tenho uma grande dúvida: o que você diria sobre a meditação? A meditação comumente ensinada por religiões orientais, de relaxar o corpo respirando profundamente e esvaziar a mente, para então supostamente obtermos mais paz, controle, alívio do estresse, etc.?
    Vejo que este teu texto diz que a meditação pode abrir espaço para entidades malígnas nos dominarem… e essa não é a primeira vez que leio isso. A bíblia fala algo sobre a meditação? Para mim é algo preocupante pois pratico a meditação há um bom tempo… nunca percebi nada ruim quando praticando-a, pelo contrário, percebi melhoras em meu foco e raciocínio. Mas ainda assim, tudo pode ser apenas mais um engano… Por isso gostaria de pedir gentilmente a tua opinião mais detalhada sobre a meditação, por favor.
    Agradeço pela atenção, e mais uma vez pelo excelente trabalho e texto!
    Obrigada e um abraço.

    1. Cara Ana, obrigado pelas suas palavras. A sua pergunta é pertinente e responde-la-ei num próximo post, pois são tantas coisas para serem escritas aqui que isso merece uma resposta bem esclarecedora e com argumento. Mas resumindo aqui, eu sou médico acupunturista e tenho três pacientes com nítidos problemas espirituais e são praticantes de yoga. Eu mesmo já estudei e pratiquei o Silva Mind Control, além de ter trabalhado como médium e sei que esse “status” mental de pensamento zero é muito perigoso. Eu não arriscaria. Me explicarei melhor no próximo post. Abraço.

Os comentários estão desativados.